quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Mossoró e Caraúbas aparecem entre as cidades mais violentas do Brasil


Os dados divulgados pelo Ministério da Justiça e Instituto Sangari, nesta quinta-feira (24), relatando o crescimento do número de homicídios nas cidades brasileiras demonstrou que duas cidades do Rio Grande do Norte estão entre as mais violentas do país. Caraúbas e Mossoró estão entre as cidades que, proporcionalmente, mais pessoas e mais jovens são assassinados.

Com pouco mais de 20 mil habitantes, Caraúbas teve 6 seis homicídios em 2006, 14 em 2007 e 15 em 2008, o que fez da cidade a 92º mais violenta do país, proporcionalmente.

Já em Mossoró, o que teve destaque negativo foi o elevado número de homicídios entre os jovens. Com 26 mortes de jovens entre 15 e 24 anos em 2006, 31 em 2007 e 56 em 2008, Mossoró foi, proporcionalmente, a 53ª cidade do país que mais teve homicídios nessa faixa etária.

TN

STJD mantém pena de seis meses de suspensão a zagueiro do América


Zagueiro Luizão foi pego no exame antidoping pelo uso de maconha
Pego no exame antidoping pelo uso de maconha



Marcelo Montenegro/Ass. América

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) negou o recurso da Procuradoria da Quarta Comissão Disciplinar e manteve a pena de seis meses de suspensão ao zagueiro Luizão, do América. No julgamento que ocorreu na tarde desta quinta-feira (24), a Procuradoria solicitava que a pena para o atleta fosse de dois anos.

Em setembro do ano passado, Luizão foi submetido a um exame de urina após uma partida entre o São Caetano e o América, em São Paulo, quando foi constatada a presença da substância proibida pela CBF, encontrada na maconha. O jogador confirmou o uso da droga e, após o julgamento, foi condenado a seis meses de suspensão. A Procuradoria da Quarta Comissão Disciplinar do STJD, no entanto, recorreu da decisão e pedia pena dois anos de suspensão.

Durante o julgamento do recurso, o advogado que fez a defesa do atleta no STJD, Osvaldo Sestário, explicou que o uso da droga não trazia benefícios para o jogador em campo e que ele só recorreu ao entorpecente porque estava em momento delicado da vida, deprimido, longe da família e sem saber se teria o contrato rescindido com o antigo clube. Além disso, o advogado afirmou que Luizão estava se tratando. "Não há qualquer razão para aumentarmos a decisão. Tanto que o América já acatou a decisão", disse Osvaldo Sestário, pedindo que o recurso da procuradoria fosse negado.

O relator do processo, Alberto Puga, que é especialista em questões referentes à área de dopagem, disse que o STJD teve sensibilidade com a decisão proferida anteriormente e, com isso, negou o recurso da Procuradoria. Os demais membros do tribunal acompanharam o entendimento do relator.

Os advogados do América informaram que, caso a pena fosse mantida, eles iriam requerer que a conversão dos outros três meses de pena fossem revertidos em cestas básicas.

TN

Traficante é executado na Favela do Fio


Um possível acerto de contas na tarde desta quinta-feira (24) resultou na execução de um traficante na Favela do Fio, em Felipe Camarão, Zona Oeste de Natal. A vítima, Leonardo Freire da Silva, vulgo Chocolate, 20 anos, foi morto com três tiros.

Por volta das 13h20, Chocolate andava pela rua Pai Celestial, na Favela do Fio, quando dois homens armados se aproximaram da vítima. Sem dar tempo de reação, os criminosos efetuaram pelo menos três disparos contra a vítima, acertando dois nas costas e um na cabeça, que levou Chocolate à morte imediata.

Segundo relato da Polícia Militar, um dos algozes, conhecido como "Neném", foi identificado por populares. No entanto, ninguém foi preso.

De acordo com a mulher de Chocolate, o parceiro traficava drogas e tinha muitos inimigos.

Fonte: TN

Home with right posts

?max-results="+numposts3+"&orderby=published&alt=json-in-script&callback=showrecentposts3\"><\/script>");

Home with right posts 2

Slider right list post