sábado, 12 de fevereiro de 2011

#Carnaval independente será na #Ribeira


Maria Betânia Monteiro - repórter

Independente dos desfiles oficiais e programação da Prefeitura, um endereço este ano promete ferver no carnaval. A Ribeira ganhará uma séries de eventos culturais carnavalescos (ou não), a partir das próximas semanas até março, quando chegar o reinado de Momo.  Para começar, uma parceria inédita entre os espaços culturais Dosol e Casa da Ribeira promete agitar a terça-feira de folia (08/03), num dos bairros mais antigos da cidade. Mantendo a proposta de garantir a diversidade cultural, a ‘Chamada Carnavalesca do Rock’, promovida pelo Dosol durante três anos, a festa chega à quarta edição revista e ampliada e com a parceria da Casa da Ribeira. E há mais. A Ribeira também será o palco do baile das Kengas, dia 19 de fevereiro, em três lugares: Armazém Hall, DoSol e Rua Chile. Outro que desce a ladeira será o Baile da Ribeira, já no próximo dia 26 de fevereiro.

marianal do valeCentro Cultural DoSol, tradicional espaço roqueiro do bairro, será palco da Chamada Carnavalesca e de eventos, como o Baile das KengasCentro Cultural DoSol, tradicional espaço roqueiro do bairro, será palco da Chamada Carnavalesca e de eventos, como o Baile das Kengas
Seja na promoção de festivais ou de shows de fim de semana, o Dosol está há 10 anos fazendo parte do cenário cultural de Natal. A mesma idade tem o teatro e espaço cultural Casa da Ribeira. Comemorando uma década de atividades, a dupla abre a festa para todos os potiguares.

Para a terça de carnaval, o roteiro de shows já está definido e vai contar com artistas potiguares e de outros estados do Brasil. São eles: Canastra (RJ), Cabruera (PB), Camarones Orquestra Guitarrística, Dusouto, Baile Sem Perder O Passo (Valéria Oliveira & Rosa de Pedra), Trem Fantasma e Banda de Choro do Buraco da Catita. Os shows acontecem em dois palcos armados na Rua Frei Miguelinho, em frente a Casa da Ribeira.

Toda a movimentação do carnaval é só o marco zero das atividades do Circuito Cultural Ribeira, ação de ocupação do bairro que vai acontecer durante o ano todo e que terá suas atividades ampliadas sempre no primeiro domingo de cada mês. A ação é patrocinada pela empresa de telefonia Vivo com o apoio do projeto Conexão Vivo através da lei Câmara Cascudo.

Bazar na rua, casas de cultura e entretenimento do bairro abertas de maneira gratuita, artistas circulando e se apresentando, palestras, debates, filmes, teatro, música, dança, culinária. Vai ter de tudo.

Um dos idealizadores do evento, o produtor cultural e músico Anderson Foca, diz que a partir do primeiro domingo de abril, todos os estabelecimentos voltados para a cultura no Bairro da Ribeira – Nalva MeloCafé Salão, Galpão 29, Grupo Atores à Deriva, Gira Danças –  abrirão as suas portas para receber uma programação cuidadosamente planejada. “Será um grande domingo na praça, só que em todo o bairro”.

O objetivo do circuito cultural é levar para população uma Ribeira atuante, comprometida com cultura. “A nossa ideia é que pessoas diferentes passem a frequentar o bairro”, revelou Anderson. O produtor lembra que a Ribeira, no final do ano passado foi Tombada como Patrimônio Cultural do Brasil, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional-IPHAN. “A gente quer mostrar para a população, o que o bairro tem de bom”.

Baile das Kengas e Baile da Ribeira

O baile das Kengas do dia 19 será um dos mais quentes e diferentes de toda a longa história das moçoilas. A festa será dividida em três ambientes: no Armazém Hall, com Orquestra Dom Cardoso, Kelly Wange e Isaque Galvão; festa eletrônica no DoSol, com DJs Bee, Paulino Chacon e Gabriel; e a rua Chile transformada em lounge. 

Já o estreante Baile da Ribeira vai esquentar Largo da Rua Chile a partir das 23h, do dia 26. A noitada terá o comando da banda DuSouto e do projeto musical inédito Carnaval do Meu Amor, guiada pelo trio de cantores Simona Talma, Luiz Gadelha e Eugênio Bezerra. Gadelha e Eugênio vestirão novas roupas nas marchinhas de carnaval, que marcaram outros reinados de Momo. O Baile da Ribeira também terá o ‘baticum’ da música eletrônica com a discotecagem dos descolados DJs Paulo Souto, Gabriel Sodré e Biel Carvalho.

Segundo Kadu Severiano, um dos idealizadores do evento, além da música, o ambiente vai ter um toque especial. Para dar novas cores e formas ao Galpão 29, a turma do Baile da Ribeira convidou Clodoaldo Bahia. A luz fica por conta de Castelo Casado. “A gente quer deixar o evento, no calendário, da Ribeira”. A proposta do baile é juntar todas as tribos, desde os que gostam de marchinhas ate a house music .

Serviço:

Baile das Kengas (19/2, a partir das 22h) em três ambientes: Armazém Hall, DoSol e Rua Chile. Desfile das Kengas (6 de março, a partir das 16h), na R. Vigário Bartolomeu com Ulysses Caldas. Informações: 3211-8589 e 9409-4440 com Lula Belmont.  Baile da Ribeira (26 de fevereiro, a partir das 22h), no Galpão 29, Largo da Rua Chile. Senhas antecipadas (R$ 30 inteira e R$ 15,00 meia) na Chilli Beans. (Informações 9911-1161 e 8853-2250).

Circuito Cultural Ribeira – 1ª Etapa (8 de março), na Rua Frei Miguelino, em frente à Casa da Ribeira, a partir das 16h. Entrada gratuita.

TN

Mário Santos e Chagas Sobrinho na Igreja Cristã Evangélica


Culto de Jovens da Cristã Evangélica do Inocop terá participações de Chagas Sobrinho e Mário Santos

11/02/2011 - 05:02h Mário Santos e Chagas Sobrinho na Igreja Cristã Evangélica

O pastor e escritor Mário Santos, de Fortaleza (CE) e o cantor Chagas Sobrinho, são os convidados do Grupo de Jovens da Igreja Cristã Evangélica, do conjunto Inocop, neste sábado, 12. O culto acontecerá a partir das 19h, sob a direção do irmão Carlos Skarlack.
Skarlack e Mário Santos na Assembléia de Deus

Pastor Mário Santos de Fortaleza ministrou a palavra de Deus na AD do Bom Jadim

11/02/2011 - 04:02h Skarlack e Mário Santos na Assembléia de Deus

O pastor Mário Santos e o cantor gospel Carlos Skarlack, estiveram visitando a congregação da Igreja Assembléia de Deus, no bairro Bom Jardim, quinta-feira, 10, às 19. Skarlack louvou a Deus com um hino que integra o CD que vai lançar em março e o pastor Mário Santos entregou uma palavra da parte de Deus.
Coluna da Gazeta do Oeste

Entrevista com missionário Sey Yongg

30/01/2011 - 12:01h Coluna da Gazeta do Oeste

ENTREVISTA

O missionário Sey Yongg é coreano. Porém, desde criança, adotou o Brasil como pátria. E, há 30 anos tem se especializado em pregar o Evangelho de Jesus Cristo, em sua plenitude. Como intérprete de missionários, como R. R. Soares e outros, já esteve em dezenas de países. Declarando que o que o cristão deve fazer, é proclamar a palavra de Deus, com poder, exemplifica o caso da Coreia, que viveu em situação de miséria, parecida com a que hoje impera em Bangladesh, com renda per capta de cerca de U$$ 70, mas que hoje é primeiro mundo. E o segredo foi o crescimento do Evangelho, que tem gerado bênçãos materiais e espirituais. Nesta entrevista que também está disponível na versão on-line da coluna, no portal www.nomomento.com, ele exorta aos cristãos a fazerem uso da palavra de Deus, com poder, pois assim, milagre acontece.



PODER - A palavra de Deus não é por muito falar, mas por sua eficácia. E a palavra de Deus diz logo lá no começo em Gênesis, que Deus que criou os céus e a terra. E quando Deus falou haja luz houve luz. O que isso significa? Isso significa que quando Deus fala, quando a palavra de Deus é lançada, o poder de criação, o poder gerador entra em ação. Temos que saber disso. Temos que andar em cima dessa palavra. Quando Deus fala algo, não importa o que, quando Ele fala uma só frase, as coisas vão mudar. Do caos para a organização, do nada para a existência.

AÇÃO - Então, o que precisamos hoje é de ser renovados, transformados. Nós precisamos de coisas novas do reino de Deus. E a Bíblia diz que nossa cidadania é lá do Céu. Significa que nós somos cidadãos do reino de Deus. Como cidadãos do reino de Deus nós temos que viver de acordo com as leis do reino de Deus. E a Bíblia também diz que o reino de Deus não consiste apenas em palavras, mas no poder. Significa que o reino de Deus não fica só no nível das palavras. Significa que o reino de Deus não fica só no nível das palavras, não fica só no blá-blá-blá; não é só falar bonito para convencer as pessoas. Mas o poder do reino de Deus vem junto. Quando nós somos do reino de Deus, nós sabemos e desse poder nós liberamos a palavra do reino de Deus e os milagres vão acontecer.

MILAGRES - Já vi muitas coisas acontecerem, muitos milagres. Uma vez pregando para um grupo de pessoas, eu perguntei: no reino de Deus tem pecado? Disseram não. No reino de Deus tem doença? Todo mundo falou não. No reino de Deus tem drogas? Responderam que não. Eu falei que nós como cidadãos do reino de Deus, e o próprio Jesus disse que o reino de Deus é dentro de vós, nós como cidadãos do reino de Deus, se tem essas coisas que não pertencem ao reino de Deus, temos que expulsar. E se tem algo do reino de Deus que ainda não existe nas nossas vidas nós temos que trazer a existência declarando a palavra de Deus.

PALAVRA - Então, o que devemos fazer? Declarar a palavra de Deus. E quando nós fazemos isso, quando declaramos a palavra de Deus os milagres acontecem, e as pessoas são curadas, as pessoas são transformadas. Quando declaramos a palavra de Deus, pessoas são curadas tanto na alma, como no corpo, e o espírito renasce. Se você tem tido problemas, mesmo sendo cristão, mesmo sendo cidadão do reino de Deus, tome essa palavra e declare a palavra de Deus, e milagre vai acontecer.

MENSAGEM:  JESUS É A LUZ...
Nos dois últimos anos dos governos FHC, 2001 e 2002 o Brasil foi atingido pelo problema no fornecimento de energia elétrica acontecida no Brasil, denominado crise do apagão. Nem tivemos um blecaute. Todavia, os transtornos foram enormes. Imagine, então, o planeta terra sem a luz solar. Seria uma tragédia. O caos. Partindo da observância da imprescindível necessidade que o ser humano tem da mesma, Jesus lança mão da comparação entre a luz natural, e a espiritual. E, vai mais além. Coloca-se em lugar desta, ao afirmar: “Eu sou a luz do mundo”. A palavra luz, vem do termo grego “fwy – phos”, e significa “o que é exposto à visão”, “brilho”, “tocha”, “luz da verdade”. O termo se inscreve no encontro das tradições veterotestamentária e grego-romana como alternativa a certas necessidades da comunidade joanina. E,neste ínterim de conflito e de prejuízos aos dissidentes, quando se buscava alternativa, é narrada à cura do cego de nascença (Jo 9:1-41) como espelho para o povo. O cego representa a comunidade antes de conhecer a Luz do Mundo. Por isso, Jesus solenemente auto-afirma “Eu sou a luz do mundo”. Bem mais importante que o farol, como guia dos navios ante o perigo do mar aos navegantes, é Jesus – a a luz –  em nossa caminhada espiritual.  Se como teorizou o filósofo grego Platão, que “a real tragédia da vida é quando os homens têm medo da luz”, resta claro, que Só Cristo Salva, o homem das trevas espirituais.


ANTENADO
MENSAGEM - Desde segunda-feira, 24, estamos na Rádio Difusora (1.170khz), às 10h30, com o quadro Mensagem de Fé, dentro do programa Carlos Augusto, o Amigão. Nossos agradecimentos ao comunicador Carlos Augusto e aos diretores da emissora, Paulo Linhares e Emerson Linhares, pelo espaço aberto para proclamarmos que Só Cristo Salva.

FÉ - No quadro Mensagem de Fé, que está no ar, desde segunda-feira, dia 24, quando estreou o programa Carlos Augusto, o Amigão, na Rádio Difusora (1.170khz), destacamos sempre um versículo da Bíblia, apresentamos uma rápida mensagem e tocamos uma música gospel a cada dia. Confira.

JUVENTUDE - Em reunião da Igreja Cristã Evangélica, Inocoop, foi definido que a mocidade da congregação vai comandar todos os sábados o Encontro de Jovens. O início será sempre às 18h, com oração e, a partir das 19h, com louvor, adoração, testemunhos e pregação do Evangelho. Para estreia da agenda, estamos programando um grande culto.

EVANGELISMO - A partir da próxima quarta-feira, estaremos, duas vezes por mês, com uma equipe de irmãos da Igreja Cristã Evangélica, Inocoop, em trabalho de evangelismo no Desafio Jovem, localizado na BR-304, saída para Fortaleza (CE). Os cultos acontecerão a partir das 19h e, se algum irmão desejar colaborar, pode fazer contato através do telefone 9652-4035.

CD - O cantor Antônio de Souza, que congrega na Assembleia de Deus do bairro Paredões, prepara-se para lançar seu segundo CD. A produção é do Estúdio Oito, de Natal, e terá dez músicas sendo nove de autoria do próprio cantor e tem como título "Sinais dos Tempos". Ainda não está definida a data de lançamento.

CONVERSÃO - Em 1961, o senhor Rui Manoel Maurício Filho, 98 anos, pai do radialista Rui Maurício, se separou de sua esposa, a dona Luiza Maurício da Costa, por ela ter se convertido ao Evangelho. Mas, terça-feira, 25, ele aceitou a Jesus Cristo como Salvador, em Angicos (RN). E o amigo Rui Maurício, agradece a Deus pela bênção.
ENTRELINHAS
O grupo Filadélfia da congregação da Assembleia de Deus III, do Conjunto Vingt Rosado, se apresenta hoje, na Igreja Cristã Evangélica, do Inocoop, no culto missionário que será dirigido pelo pastor Ronaldo Corcelli, às 19h.

O cantor Lázaro - ex-banda Olodum - se apresentará em Mossoró mais uma vez. O novo show está marcado para o dia 18 de fevereiro, às 20h, no Porcino Park Center, em promoção de uma empresa cearense.

A Rádio Videira FM - Comunitária 100.7, que funciona nos fins de semana, é uma opção para os evangélicos de Mossoró. Dentre os apresentadores se destacam o irmão Hélio Evangelista, o cantor Antônio de Souza e a irmã Marinha Antônia de Souza.

Marcos Célio e Wilton da Associação dos Deficientes Visuais de Mossoró (ADVM) estão promovendo o Primeiro Show Gospel. O evento acontecerá dias 11 e 12 de fevereiro, às 19h, no Teatro Municipal Dix-huit Rosado. A comprar de uma camisa com destaque do alfabeto braile dará direito a uma senha para o evento.

Os ingressos para o Show Gospel podem ser adquiridos na Moda.com - West Shopping -, Livraria Gênesis e na Microlins. O preço é R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia). Participarão os cantores Francisco Freire, Ítalo José, Clayde Bez e Bandas Haglos, Maranata.

O irmão Paulo Martins tem atuado com destaque na propagação do Evangelho de Jesus Cristo. Além de seu blog - www.paulomartinsblog.zip.net -, ele também apresenta programas de rádio e televisão da Assembleia de Deus, em Mossoró, e assina coluna no jornal A Voz.

Foi lançado esta semana o novo CD da cantora Aline Barros, com produção de dois dos músicos do grupo Roupa Nova. Em Mossoró, o CD ainda não está disponível, o que deve acontecer em breve.
Carlos Skarlack



No momento

Luciano Paraíba será a novidade no Baraúnas para jogo de amanhã contra time do Palmeira


O técnico Edinho Cardoso confirmou ontem pelo menos uma novidade na equipe do Baraúnas para a partida de amanhã contra o Palmeira de Goianinha no Estádio Nogueirão. Depois de dois jogos no banco de reservas, Luciano Paraíba vai ter a primeira oportunidade como titular da equipe mossoroense. O jogador participou de todo o treino coletivo realizado no local da partida, mas pode não ser a única alteração.
"O Luciano [Paraíba] é certeza ser utilizado já de início no domingo", confirmou Edinho Cardoso logo após a movimentação. Apesar de ser atacante de origem, Luciano Paraíba atuou mais recuado ao meio de campo, encostando-se aos homens de frente, que neste caso são Helinho e Adalgísio. Essa será a primeira aparição do atleta entre os titulares desde que retornou ao clube, na semana passada.
Por causa de problemas clínicos, Gleyson Paraíba, Erivan e Wellington foram poupados da movimentação de apronto e podem provocar três desfalques neste domingo. Do trio, apenas o volante Erivan já está vetado pelo Departamento Médico tricolor. O atleta sente uma tendinite no joelho direito e por isso fica fora.
Por outro lado, as escalações de Gleyson Paraíba e Wellington Carioca ainda dependerão de uma última avaliação que será realizada neste sábado. Wellington chegou a participar da primeira parte do coletivo de ontem, mas logo foi substituído pelo lateral direito Daniel. O técnico Edinho Cardoso explicou as situações dos atletas:
"O [Gleyson] Paraíba é um problema no adutor e nós resolvemos poupá-lo dois dias para ver se ele tem condições de jogar. O Wellington teve um princípio de virose e preferi tirar ele do treino também para poupar e medicar. E o Erivan vem sentindo esse problema no joelho, principalmente nos treinos devido ao campo duro, e por isso acho que dificilmente terá condições de ir para esse jogo", disse o treinador.
Caso o DM vete Paraíba e Wellington, os escolhidos para suprir estas necessidades serão Daniel pela direita e Marquinhos Mossoró na marcação do meio de campo. Se apenas Paraíba não receber o aval médico, aí Marquinhos passará à função de lateral direito, deixando Daniel no banco de reservas.
O time que treinou ontem no Nogueirão teve Marcos Paulo; Pedrosa, Índio e Jailson; Marquinhos, Wellington (Daniel), Carlos Alberto, Luciano Paraíba e Robertinho; Helinho e Adalgísio. Índio retoma vaga entre os titulares após dois jogos fora devido a uma virose.
O Baraúnas é o lanterna do Campeonato Estadual com apenas um ponto conquistado após quatro rodadas disputadas. Neste domingo o tricolor entra em campo para encarar o Palmeira de Goianinha no Estádio Nogueirão, às 18h.



Gazeta do Oeste

Sandra é líder de bancada federal do RN


A deputada federal Sandra Rosado foi eleita líder da banda do RN no Congresso

11/02/2011 - 05:02h Sandra é líder de bancada federal do RN
A deputada federal Sandra Rosado (PSB) foi escolhida por meio de consenso coordenadora da Bancada Federal do Rio Grande do Norte em Brasília. O anúncio oficial deve acontecer na próxima quarta-feira (16).

A bancada do Rio Grande do Norte hoje é coordenada pelo deputado federal Fábio Faria (PMN), líder do grupo nos anos de 2009 e 2010. Sandra Rosado assume a coordenação pelo biênio de 2011 a 2012.

O nome de Sandra Rosado para líder da bancada federal foi formalizado ao presidente da Câmara dos Deputados, deputado federal Marco Maia (PT), através de um documento assinado pelos 11 parlamentares do Estado.

Assinaram o apoiamento os deputados Fábio Faria (PMN), Fátima Bezerra (PT), Felipe Maia (DEM), Henrique Alves (PMDB), João Maia (PR), Paulo Wagner (PV) e Rogério Marinho (PSDB), e os senadores José Agripino (DEM), Garibaldi Alves (PMDB) e Paulo Davim (PMDB).

Como meta de trabalho para a bancada, Sandra Rosado quer elaborar um plano de ação conjunta de modo que o grupo possa defender projetos que beneficiem diretamente o Rio Grande do Norte.

A reunião da bancada federal do Rio Grande do Norte está prevista para acontecer na quarta-feira, às 17h em local a definir dentro do Congresso Nacional.

Com informações da Assessoria de Imprensa de Sandra Rosado.




Por: Carlos Skarlack

Amazan deve se filiar ao PMN e ato de filiação pode contar com presença do vice-governador


O Blog já sabe qual deve ser o partido que o forrozeiro Amazan pretende se filiar nos próximos dias, visando disputar a prefeitura de Jardim do Seridó. Entendimentos vem sendo feito pelo "alto clero" da política jardinense, em Natal para que o cantor se filie ao Partido da Mobilização Nacional (PMN), comandado no RN pelo atual vice-governador Robinson Faria. Uma fonte bem postada garantiu ao Blog, que uma reunião entre Amazan, Robinson Faria e lideranças jardinenses, deve acontecer em breve. O pré-candidato já chegaria com autonomia para assumir a presidência do diretório no município. E do seu ato de filiação, o vice-governador Robinson seria presença confirmada.

A intenção também seria manter a candidatura de Amazan em sintonia com a governadora Rosalba Ciarlini, e sua filiação no PMN já seria um bom "caminho percorrido". O outro passo é a aproximação do cantor com o grupo político do ex-deputado Manoel de Brito, que controla o DEM em Jardim do Seridó, partido da atual governadora. A estratégia, garante a fonte, é pesada.

de Marcos Dantas

Apreensão recorde de #explosivos


Marco Carvalho e Roberta Trindade - Repórteres

A quantidade de explosivos apreendida na ação das polícias Civil e Militar, em Lajes e Carnaúbas dos Dantas, foi ainda maior do que já havia sido noticiado. Nos dois locais onde a polícia fez buscas, foram localizadas 4,7 toneladas de dinamite e Nitron, um tipo de explosivo em pó, além de metros de estopim e espoletas. Seis caminhonetes foram necessárias para fazer o transporte das apreensões do interior para a capital. Três pessoas foram detidas, duas delas responsáveis pela venda dos explosivos e uma por posse ilegal.

fotos:adriano abreuCúpula da Secretaria de Segurança e Defesa Social apresenta o balanço da operação que apreendeu 4,7 toneladas de dinamite e NitronCúpula da Secretaria de Segurança e Defesa Social apresenta o balanço da operação que apreendeu 4,7 toneladas de dinamite e Nitron
O balanço das apreensões foi apresentado ontem pela manhã, pelo comando da Polícia Militar e pela cúpula da secretaria de Segurança e Defesa Social. O comandante da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, coronel Francisco Araújo, considerou que “foi a maior apreensão dessa natureza na história do Rio Grande do Norte e uma das maiores do Nordeste”, disse. A quantidade de explosivos será encaminhada para o Exército brasileiro, responsável pela regulamentação do comércio desse produto.

eficiente

O secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Estado, Aldair Rocha, classificou como “eficiente” a ação dos policiais que participaram das ações que deram início a localização e apreensão dos  explosivos.  “A empresa (localizada em Carnaúbas dos Dantas) onde foi encontrada essa quantidade até que era legal, mas não tinha permissão de comercializar esse tipo de produto e sequer requeria a documentação necessária para pessoas físicas comprarem explosivos”.

A quantidade de 4,2 toneladas de explosivos em pó, conhecido como Nitron – um derivado da nitroglicerina que também pode ser composto por Nitrato de Amônia -, foi achada em um paiol da empresa Comercial Manoel Lucas. “Encontramos 565 quilos em bananas de dinamite dentro dessa empresa. Quando fomos ao armazém tinha mais de quatro mil quilos desse pó, divididos em sacos de 25 quilos”, contou o delegado geral da Polícia Civil, Ronaldo Gomes.

A polícia precisou de reforço para transportar a quantidade. Foram seis caminhonetes, sendo duas da Polícia Civil, duas do Batalhão de Operações Especiais (Bope), uma do Grupo Tático Operacional (GTO) e outra viatura de Currais Novos. Além do pó e das bananas, foram apreendidos oito mil metros de estopim e quatro mil espoletas, acessório indispensável para detonações.

Investigada relação com quadrilhas 

Os dois presos por venda ielgal de explosivos são o comerciário Franklin Medeiros Dantas, de 27 anos, e uma outra senhora de 61 anos (identidade preservada em respeito ao estatuto do idoso). Os dois são empregados na empresa Comercial Manoel Lucas. A polícia investiga que se os explosivos usados nos assaltos a caixas eletrônicos, registrados no interior do RN desde julho do ano passado, foram comprados a empresa. O comerciário e a idosa vendiam uma caixa com 150 bananas de dinamite a R$ 190 e uma caixa de espoletas a R$ 125.

A polícia quer saber, agora, a origem dos explosivos e se há ligações com a quadrilha de assaltantes, presa em Goianinha e apontada como o bando que atacava os caixas eletrônicos. “Ainda vamos investigar se os explosivos  eram importados ou produto de roubos.

O Exército também participará das investigações ao refazer o trajeto dos explosivos, já que todo o comércio é regulamentado. A empresa em Carnaúba dos Dantas já funcionava há dois anos sem  documentação. A delegada Sheila Freitas, permanece com os trabalhos e depoimentos .

A chamada “maior apreensão de todos os tempos” foi mais um “golpe de sorte” e teve início em uma abordagem de rotina para PMs do destacamento do município de Lajes. Um policial foi chamado por moradores da rua Pedro Barbosa, naquela cidade, para conter um popular que estava armado e ameaçando a vizinhança. Heronildes Roberto Soares, o acusado de desordens, já era procurado pela polícia e foi detido durante à tarde da última quinta-feira. Na  casa dele, a PM surpreendeu-se ao localizar 31 bananas de dinamite. “Interrogado sobre a compra, ele apontou um comércio em Carnaúba dos Dantas. Montamos um esquema e conseguimos pegar o comerciante em flagrante ao vender uma caixa de dinamites para o Heronildes”, explicou o delegado Ronaldo Gomes.

Foi na Comercial Manoel Lucas que foram encontrados mais 565 quilos em dinamite sem autorização do Exército e nota fiscal.  Em um paiol que pertencia à empresa foram localizadas as 4,2 toneladas de Nitron. Os dois empregados e o homem preso em Lajes estão em Natal prestando esclarecimentos.

Explosivo é utilizado para mineração

A reportagem da TRIBUNA DO NORTE procurou a empresa “Dinacon – soluções em desmonte”, a marca que estava estampada em todos os 168 sacos de 25 quilos do Nitron apreendidos no paiol da empresa Comercial Manoel Lucas, em Carnaubas dos Dantas. O assessor técnico da empresa no escritório em Minas Gerais, Sandro Gomide, fez questão de enfatizar: “Nossos produtos são restritos à mineração por seu potencial de destruição. E só vendemos após preencher toda a burocracia exigida pelo Exército”.

fotos:adriano abreuArtefatos podiam ter explodido parte de Carnaúba dos DantasArtefatos podiam ter explodido parte de Carnaúba dos Dantas
Ele também se mostrou solícito a colaborar com as investigações. “Assim que formos contatados pelo Exército ou pelo governo do Estado, repassando  o número dos lotes apreendidos, faremos o trajeto e apontaremos exatamente para quem e o dia que foi vendido”, disse. Sandro também procurou ressaltar o trabalho do Exército. “A sociedade pode ficar tranqüila, pois a fiscalização do Exército é rigorosa e nada passaria facilmente por eles”.

Perguntado sobre a capacidade exata de destruição do artefato, assim como a comparação com uma banana de dinamite, o assessor se recusou a dar mais detalhes. “Esses tipos de informações somente respondo com ofício do Exército ou do governo”, concluiu.

Quem também se recusou a repassar qualquer informação sobre a potência e uso de explosivos foi o comandante do Batalhão de Operações Especiais (Bope), tenente coronel Marcos Vinícius. “Ninguém da polícia irá repassar essa informação, porque também serviria para os bandidos. Espero que entendam que essa é uma questão delicada”, disse.

Professor fala sobre riscos do material

Os artefatos apreendidos pela polícia poderiam ter explodido parte da cidade de Carnaúba dos Dantas em apenas dois minutos. A constatação foi feita pelo mestre em explosivos e professor do Instituto Federal de Ensino do Rio Grande do Norte (IFRN), Júlio César de Pontes.

Quem comercializava o artefato em Carnaúba dos Dantas (distante 240 quilômetros de Natal) talvez não soubesse do risco que corria e da possibilidade de mandar, literalmente, “a cidade para os ares”. Parte da população também estava “nas mãos” do proprietário da empresa que vendia os artefatos na cidade.

Para se ter uma idéia do risco, um estopim possui 80 centímetros e, após acionado, tem velocidade de 120 a 140 segundos por metro (dois minutos). A explosão ocorre quase que de imediato.    N caso do depósito onde o material estava acondicionado,  uma faisca poderia ser a responsável por uma destruição irreparável.

O professor lembra que todo o cuidado é pouco quando o assunto é emulsão explosiva encartuchada. “As pessoas habilitadas sabem como deve ser o manuseio e, por este motivo, não correm risco algum, mas a situação é totalmente inversa quando os artefatos são acondicionados de forma errônea em locais errados, como no caso do  depósito em Carnaúba dos Dantas”.

Apenas como exemplo, o professor fez uma comparação. A  quantidade apreendida pelos policiais civis e militares – quase cinco toneladas - poderia  destruir por completo o Pico do Cabugi, em Lajes que possui altura superior a 400 metros.

Júlio César disse que é errado afirmar que os explosivos apreendidos são dinamites. “Na verdade devem ser chamados de emulsão explosiva encartuchada ou explosivo granulado porque a composição não tem nitroglicerina a base é de nitrato de amônia”, detalhou.

Júlio César acredita que as emulsões encontradas em Lajes e Carnaúba dos Dantas podem estar sendo desviadas de pedreiras.  “Ou aqui do Rio Grande do Norte ou, no máximo de minas localizadas no Estado de Pernambuco”.

O mestre em explosivos alerta: “As mineradoras devem manter vigias e alarmes de roubo para evitar que sejam desviados artefatos. “Qualquer suspeita de roubo a polícia deve ser avisada, por meio, de boletins de ocorrência. É necessário que o procedimento seja feito para evitar problemas posteriores”.

Tribuna

Juiz acata denúncia contra deputado #Tomba , do PSB


O Juiz Federal Substituto da 6ª Vara em substituição na 1ª Vara, Hallison Rêgo Bezerra, acatou a denúncia do Ministério Público Federal contra o ex-prefeito e deputado, Luiz Antônio Lourenço de Farias (PSB), mais conhecido como Tomba Farias. A denúncia é referente ao período em que o novo parlamentar potiguar ainda era prefeito da cidade de Santa Cruz, interior do Rio Grande do Norte, diz o Blog do Wallace.
O MPF acusa Luiz Antônio Lourenço de Farias, CNG Construtora Nobrega Gomes LTDA. e Andrews Jacson Clemente da Nobrega de desvio de recursos federais provenientes de um convênio entre o Minsitério da Saúde com o município de Santa Cruz, na gestão do ex-prefeito, tendo este efetuado pagamentos indevidos à empresa CNG, uma vez que esta não executou os serviços contratados.
O convênio envolvia recursos no valor de R$ 106.960,00, sendo R$ 96.264,00 provenientes do governo federal e R$ 10.696,00 advindos dos cofres municipais, com vistas a construir uma unidade de saúde no bairro do Maracujá, na cidade de Santa Cruz.
A CGU constatou que o objeto do convênio (unidade de saúde) não foi totalmente executado, muito embora tenha a construtora requerida recebido integralmente o pagamento avençado.
Em defesa prévia, o ex-prefeito Tomba explica que o convênio não apenas foi cumprido, como a ele foram acrescidos outros serviços não previstos no plano de trabalho.
O Juiz Hallison Rêgo considerou os argumentos expostos pelo MPF e acatou a denúncia contra o ex-gestor, e atualmente, deputado estadual.

Fonte: Blog do Barbosa

Rosalba conhece modelo de gestão de Minas Gerais



O equilíbrio fiscal conquistado pelo ex-governador Aécio Neves e mantido pelo atual governador Antonio Anastasia, em Minas Gerais, levou a governadora Rosalba Ciarlini nesta sexta-feira, 10, a Belo Horizonte para conhecer o modelo de gestão implantado no Estado. "Estamos vivendo crise semelhante a que existia em Minas em 2003, por isso viemos aqui para conhecer a estratégia governamental adotada", declarou Rosalba, depois de passar a sexta-feira inteira na capital mineira.

Acompanhada do secretário de Estado do Planejamento e das Finanças, Obery Rodrigues, a governadora conheceu detalhes do programa de ajuste fiscal que permitiu que o Governo de Minas Gerais superasse o déficit de R$ 2,4 bilhões, correspondente a 12% do orçamento do Estado. Para garantir governabilidade no Estado, que tem 853 municípios e uma população de quase 20 milhões de habitantes em áreas com diferenças regionais profundas como Vale do Jequintinhonha, os três últimos governos tiveram que reestruturar e fazer reajuste fiscal, elaborando o plano de desenvolvimento integrado.

Para alcançar estes resultados, não houve apenas a racionalização dos gastos, mas premiação para os setores que alcançavam as metas estabelecidas. Todas as medidas foram detalhadas em uma reunião da governadora com a secretária de Planejamento e Gestão, Renata Vilhena; com o secretário da Fazenda, Leonardo Colombini e com o chefe do escritório de prioridades, Tadeu Barreto, e em outros dois encontros com toda a equipe econômica do governo.

Rosalba também foi recebida no Palácio Tiradentes pelo governador Anastasia que além de orientações, colocou seus assessores à disposição do Rio Grande do Norte. "Nossos técnicos podem promover seminários em Natal e receber assessores do governo norte-rio-grandense em Belo Horizonte", propôs Anastasia. A governadora Rosalba Ciarlini agradeceu e disse que a colaboração de Minas vai ajudar o RN a resgatar a credibilidade do governo.

Rosalba que foi a BH a convite do governador e aproveitou para discutir temas que serão levados à presidenta Dilma Roussef, em Aracaju, no próximo dia 21. São problemas comuns voltados ao desenvolvimento e combate às desigualdades sociais nos estados.
 
noticiasdorn.com

Ex-vereadores de #SP terão de devolver R$ 5,3 mi; veja lista


DE SÃO PAULO
Com base em ação movida por quatro moradores do distrito da Lapa (zona oeste) em 1994, a Justiça condenou 55 vereadores paulistanos que exerciam o mandato em 1993 e 1994 --entre eles o atual prefeito Gilberto Kassab (DEM)-- a devolverem parte dos salários que deveria ter ido para o Imposto de Renda.
Vereador de SP custa mais do que deputado federal
Após anos de recursos e mudanças de instâncias, o processo chegou ao STF (Supremo Tribunal Federal), que confirmou decisão da 11ª Vara da Fazenda Pública de SP de fevereiro de 2000.
Cada vereador pode ter de devolver R$ 98 mil de salários e pagar R$ 10 mil por custas judiciais. No total, o valor deve chegar a R$ 5,3 milhões.
Os vereadores não recolheram IR de janeiro de 1993 a janeiro de 1994 com base em entendimento da Casa de que não recebiam subsídio --que é tributado--, mas uma indenização pelos gastos.
Foi esse entendimento que a juíza Maria Gabriella Pavlópoulos Spaolonzi considerou ilegal em 2000. Só Francisco Whitaker (PT) foi poupado, pois devolveu o valor. O caso foi revelado pelo jornal "Estado de S. Paulo".
O processo chegou ao fim em um ponto: os vereadores terão de devolver o dinheiro. "A única coisa que pode haver é uma impugnação quanto ao valor. Quanto ao mérito, que vão ter de devolver, não cabe mais recurso", afirma o advogado Marco Antônio Rodrigues Barbosa.
Ele é um dos advogados que representaram quatro moradores do bairro City Boaçava, no distrito da Lapa: o engenheiro Raymundo Medeiros, a secretária Rosemary O'Neil Minson, a dona-de-casa Francisca Belizia Shlithler e o representante comercial Paulo Antonio de Oliveira.
KASSAB
"Na medida em que o Poder Judiciário entendeu que a Câmara errou, tem que devolver. Foi uma medida da então Mesa Diretora e, portanto, cabe àqueles que eram vereadores na época devolver o recurso", disse Kassab.
O prefeito elogiou a atitude dos autores da ação e disse que "quem ganha é a democracia". "Estão de parabéns, porque mostraram que estavam certos", disse.
A Folha procurou seis vereadores condenados que ainda têm mandato: Ítalo Cardoso (PT), Arselino Tatto (PT), Wadih Mutran (PP), Jooji Hato (PMDB), Roberto Tripoli (PV) e Ushitaro Kamia (DEM). Nenhum respondeu.
A Câmara informou que a decisão "trata da devolução de valores de IR não retidos na fonte" e "em nenhum momento questionou a fixação da remuneração".
VEJA OS VEREADORES QUE TERÃO QUE DEVOLVER PARTE DOS SALÁRIOS
Nome Partido
Antonio Sampaio PDS*
Brasil Vita PTB
Emílio Meneguini PTB
Alex Freua Netto PDS*
Manoel Sala PDS*
Oswaldo Gianotti PDS*
Almir Guimarães PTB
Avanir Duran Galhardo PMDB
Arnaldo Madeira PSDB
Gilberto Nascimento PMDB
Jooji Hato PMDB
Marcos Mendonça PSDB
Mário Masanobu Noda PTB
Tereza Lajolo PT
Dalmo Pessoa PMDB
Wadih Mutran PDS*
Eder Jofre PSDB
José Viviani Ferraz PL
Adriano Diogo PT
Antonio Carlos Caruso PMDB
Arselino Tatto PT
Bruno Feder PDS*
Devanir Ribeiro PT
Henrique Pacheco PT
Ítalo Cardoso PT
José Índio Ferreira do Nascimento PMDB
Guilherme Gianetti PMDB
Roberto Trípoli PV
Lídia Correa PMDB
Maurício Faria PT
Oswaldo Sanches PDS*
Paulo Kobayashi PSDB
Ushitaro Kamia PSB
Vital Nolasco PCdoB
Paulo Roberto Faria Lima PMDB
Alberto Calvo PSB
Odilon Guedes PT
Aldaiza Sposati PT
Ana Martins PCdoB
Toninho Paiva PL
Archibaldo Zancra PDS*
Aurélio Nomura PL
Dárcio Arruda PMDB
Edivaldo Estima PTB
Gilberto Kassab PL
Hanna Garib PDS*
Cosme Lopes PDS*
José Mentor PT
Marcos Cintra PDS*
Mário Dias PDS*
Miguel Colassuonno PDS*
Murillo Antunes Alves PMDB
Nello Rodolpho PMDB
Zulaiê Cobra PSDB
Vicente Viscome PDS*
* O PDS depois se tornou PPR 

Folha.com

Caern reinicia obra de esgotamento em Pium, Cotovelo e Pirangi


Depois de fazer adequações ao projeto, atendendo todas as exigências dos órgãos ambientais, a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) reiniciou, nesta semana, a implantação do Sistema de Esgotamento Sanitário de Pium, Cotovelo e Pirangi.
Na obra, o Governo do Estado está investindo R$ 20 milhões, para beneficiar inicialmente 33 mil pessoas, além de proporcionar condições para o desenvolvimento de atividades turísticas no litoral Sul. A expectativa da Caern é concluir o trabalho em 12 meses.
O sistema de esgotamento sanitário de Pium, Cotovelo e Pirangi foi projetado para atender uma população final de 44 mil pessoas da região onde estão localizados algumas das principais atrações turísticas do Estado, como o maior cajueiro do mundo.
A obra foi paralisada em dezembro de 2007, em virtude de um pedido da Promotoria do Meio Ambiente, solicitando esclarecimentos sobre o tratamento e o destino final dos esgotos coletados.
Com 74 quilômetros de rede coletora, dos quais 37 já foram implantados, o Sistema de Esgotamento sanitário de Pium, Cotovelo e Pirangi terá ainda sete estações elevatórias,além da estação de tratamento.

OMS: álcool mata mais que aids, violência e tuberculose


Quase 4% de todas as mortes no mundo são atribuídas ao álcool, alertou a Organização Mundial de Saúde (OMS) em relatório divulgado hoje. A entidade da Organização das Nações Unidas (ONU) lembrou que o álcool é associado com muitas questões sociais sérias, como violência, negligência infantil e abusos, além de faltas ao trabalho. A porcentagem de mortes por álcool é maior do que as de mortes causadas por aids, violência e tuberculose, diz a OMS.
PUBLICIDADE
O relatório afirma que o uso abusivo do álcool provoca 2,5 milhões de mortes todos os anos. No grupo com idades entre 25 e 39 anos, 320 mil pessoas morrem por problemas relacionados ao álcool, resultando em 9% das mortes nessa faixa etária. A OMS informou ainda que o álcool prejudica a vida não somente de quem o consome em excesso, mas também dos que se relacionam com essas pessoas. "Uma pessoa intoxicada pode prejudicar outras ou colocá-las em risco de acidentes de trânsito ou por comportamento violento, ou afetar negativamente colegas de trabalho, parentes e desconhecidos", afirma o texto.
A bebida em excesso é um importante fator para problemas psiquiátricos, em males como a epilepsia, e de doenças cardiovasculares, cirrose e vários tipos de câncer. "Ferimentos fatais atribuíveis ao consumo de álcool tendem a ocorrer em faixas etárias relativamente mais jovens", afirma.
O relatório global 2011 sobre álcool e saúde da OMS busca fornecer informações para os Estados vinculados à entidade e apoiar os esforços para se reduzir os danos do álcool, dando atenção para as consequências sociais e de saúde do consumo abusivo da bebida. A OMS lembra que o grau de risco para o consumo de álcool varia conforme a idade, o sexo e outras características biológicas do consumidor. É preciso observar, segundo a entidade, a quantidade de álcool consumido, mas também o padrão de consumo da pessoa em questão.
A OMS recomenda que os governos regulem o mercado de venda de bebidas, em particular para pessoas mais jovens. Também sugere regulações e restrições à disponibilidade do álcool, políticas apropriadas para se evitar que motoristas dirijam bêbados e a redução da demanda, com impostos mais altos. Afirma ainda que é preciso que os governos forneçam tratamento para pessoas com problemas com o álcool e implementem programas e intervenções breves diante do uso perigoso e prejudicial da bebida. A íntegra do relatório está disponível no site da OMS, em inglês (http://www.who.int).

Lobão: a ovelha negra da música brasileira


Lobāo volta a gravar numa multinacional depois de 12 anos. Vende 23 mil discos, pior vendagem da história de um “Acústico MTV” (2007). Lobāo acaba de lançar a autobiografia “50 Anos a Mil” em parceria com o jornalista Claudio Tognolli. O livro sobe para a lista dos mais vendidos, segue para reimpressāo antes de um mês, passa de 30 mil exemplares em menos de três meses. Ambidestro, nem de esquerda nem de direita, nem rock nem MPB, Lobāo é a bipolaridade entre o sucesso e o fracasso.

Nos anos 70, participou de banda de rock progressivo, Vímana, com Lulu Santos e Ritchie. Nos 80, virou líder de uma geraçāo que nāo era a dele - e que criou todo um novo mercado de música jovem no Brasil, com artistas como Blitz, Barão Vermelho, Paralamas do Sucesso, Legião Urbana, Titãs, Kid Abelha, RPM, Ira! e outros. Inseriu-se na grande indústria musical pela porta da frente - primeiro como integrante da Blitz, depois solo, em hits de rádio como “Me Chama” e “Corações Psicodélicos” (1984), “Decadence Avec Elegance” (1985), “O Rock Errou” (1986), “Vida Bandida” e “Rádio Blá” (1987). Virou presidiário após condenação por porte de maconha, haxixe e cocaína, ficou paranoico com um artista (Herbert Vianna) que acreditava persegui-lo passo por passo.

A fama de briguento se amplificou após o período na prisão, deteriorando também suas relações com a indústria fonográfica. Nos 90, saiu do círculo das gravadoras pela porta de trás e fez a última de três tentativas de suicídio. Nos 2000, recriou-se, moldou a imagem de "herói independente" sempre ávido para criticar seus colegas de profissão, lançou CDs em bancas de jornal, virou guerrilheiro contra as gravadoras, avançou no jornalismo como editor da revista musical “Outracoisa” e como apresentador da MTV - da qual está fora desde o final do ano passado.

Há três anos, o carioca Joāo Luiz Woerdenbag Filho, 53 anos, mora em Sāo Paulo com Regina, sua mulher desde 1991. Casaram-se de terno, véu e grinalda, por sinal, e a família Marinho, da Globo, compareceu em peso à cerimônia religiosa.

Sente-se um pouco culpado pelos suicídios de sua māe (em 1982) e de seu pai (em 2004) e por várias tentativas, inclusive a do ex-Mutante Arnaldo Baptista (em 1981). "Pô, Arnaldo é maluco, mas eu dei um empurrāozinho, né?", ri. Algoz do rock e da MPB, puxou briga com seus pares ao encampar, quase sozinho - a sambista Beth Carvalho foi parceira incansável -, a luta pela numeraçāo dos discos no Brasil, efetivada em 2002.

No percurso, virou ovelha negra da família MPB - mas nāo tanto da sua própria, aparentemente uma família só de ovelhas negras, em cuja genealogia cabe até o controverso político Carlos Lacerda (1914-1977)

Micarla articula para aumentar bancada de situação na Câmara


A prefeita de Natal Micarla de Sousa (PV) trabalha para aumentar a bancada de situação na Câmara Municipal do Natal e, com isso, restabelecer a maioria de que precisa para garantir a aprovação de matérias importantes, como a revisão do Plano Diretor da cidade, que deverá ser encaminhado para à Casa ainda neste primeiro semestre.

O anúncio de um bloco independente formado por quatro parlamentares do PSB e a posse na manhã desta sexta-feira (11) do parlamentar Fernando Lucena (PT) retiraram da gestora os 2/3 que a mesma tinha no poder Legislativo municipal em 2010.

Mas Micarla não está parada. Segundo uma fonte do Nominuto.com com acesso ao Palácio Felipe Camarão,  na manhã de hoje a prefeita se reuniu com o vereador Heráclito Noé (PPS) para fechar o apoio deste à administração municipal.

A informação é de que a Prefeitura também tem mantido conversas com a vereadora Sargento Regina (PDT), que poderia passar a apoiar a gestão da capital. No entanto, a gestão de Micarla não confirma que as conversas sejam sobre parceria administrativa. E Regina diz que tem boa relação com o vice-prefeito Paulinho Freire (PP), mas que segue na oposição.

Reunião com a bancada
Micarla de Sousa vai reunir a bancada de situação na Câmara na próxima segunda-feira (14). O encontro, provavelmente um café da manhã, ainda não tem local definido.

“Só houve reunião da bancada no ano passado, então, achei interessante agendar essa reunião com a prefeita, agora estamos com novo cenário na Câmara”, disse o líder da gestora na Casa, vereador Enildo Alves (sem partido).

Segundo Enildo, há 30 anos todos os prefeitos têm sempre tido maioria na Câmara e com Micarla não será diferente. “Historicamente esse apoio administrativo sempre ocorreu. Mesmo que não tenha o apoio político, tem o apoio administrativo”, confiou.

O líder da prefeita disse ainda que não irá se surpreender se ao longo deste ano outros parlamentares passaram a ter, politicamente, uma postura diferente, mas que contará com o apoio administrativo.

Mensagem anual
A prefeita Micarla irá à Câmara Municipal do Natal na terça-feira (15) para fazer a leitura da mensagem anual. A sessão está prevista para começar às 10h, conforme publicação na edição de hoje do Diário Oficial do Município (DOM).

Na quarta-feira (12), após já ter feito a leitura da mensagem anual, a chefe do Executivo viaja para Brasília.

Nominuto

Marechal Tantawi vai liderar novo governo egípcio


Mohamed Hussein Tantawi, ministro da Defesa e chefe do Conselho Superior Militar do Egito, é o novo líder do governo no país, após a renúncia do presidente Hosni Mubarak.
Segundo anúncio do vice-presidente Omar Suleiman, o presidente abandonou o cargo nesta sexta-feira, atendendo aos protestos populares que tomavam as ruas há 18 dias.
Em seu lugar, Mubarak ordenou que o Conselho Superior Militar assumisse “as tarefas do país”. Depois disso, o marechal Tantawi já passou a bordo de um veículo em frente ao palácio presidencial, cumprimentando a multidão.
A multidão, que tinha se reunido para protestar em frente ao palácio presidencial, reconheceu Tantawi quando passou a bordo de um veículo civil, escoltado por dois automóveis cheios de guarda-costas.
Quando a multidão aproximou-se para cumprimentá-lo e felicitá-lo, o líder militar parou brevemente e cumprimentou a população de dentro do automóvel.
Muitos manifestantes que exigiam a renúncia de Mubarak receberam positivamente o controle militar do país, depois que o exército se comprometeu a garantir um programa de reformas que conduza a "eleições livres e transparentes".

Mudança no Egito foi 'vitória das ruas', avalia Planalto


O Palácio do Planalto espera que a transição política no Egito, com a renúncia de Hosni Mubarak, ocorra sem derramamento de sangue e sem violações aos direitos humanos. Hoje, em entrevista, o assessor de assuntos internacionais da Presidência, Marco Aurélio Garcia, disse que a queda de Mubarak foi "uma vitória das ruas" e que o governo brasileiro viu com muita simpatia o movimento.
PUBLICIDADE
"Acho que as ruas fizeram escutar a sua voz. Todas as tentativas de solução para conter o movimento sucumbiram", afirmou. Marco Aurélio disse que a questão no Egito não é um episódio encerrado. "Hoje houve uma vitória importante das reivindicações populares com a saída do presidente Mubarak. Temos de ver o que vai acontecer daqui para frente", completou.
Marco Aurélio relatou que a presidente Dilma Rousseff foi informada no começo da tarde de hoje sobre a queda de Mubarak. Ele disse que o Planalto acompanhou com tensão o desenrolar da crise no Egito nos últimos dias. O assessor classificou o fato como um "movimento democrático" do ponto de vista político e social.
Ele reforçou que a expectativa da comunidade internacional, da qual o Brasil faz parte, é de que as mudanças prossigam sem derramamento de sangue e com respeito aos direitos humanos e que a transição possa expressar a soberania do povo e a vontade popular. "Em função do que houve até agora, é difícil que a vontade das ruas seja confiscada", afirmou.
A presidente Dilma mantém contatos com o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, para avaliar a situação no Egito. Patriota está nos Estados Unidos, em reunião na Organização das Nações Unidas.
No dia 31 de janeiro, em rápida entrevista em Buenos Aires, a presidente Dilma já dizia esperar pela democracia no Egito. "Se o país der ao seu povo todas as condições de desfrutar o desenvolvimento", ressalvou. "O governo brasileiro olha com expectativa e torce para que ele (o Egito) seja democrático, que o país leve o seu povo a ter todas as condições de desfrutar o desenvolvimento", afirmou, na ocasião, a presidente.

Diana, Lucival e Natalia estão na berlinda no #BBB 11'


Diana, Lucival e Natalia estão em mais um paredão extra, formado no BBB 11 nesta sexta-feira, 11. Os brothers foram pegos de surpresa com a entrada do apresentador Pedro Bial, que pediu para que eles fossem logo dando seus votos.

O anjo Maurício imunizou Rodrigão, e livrou o brother da possibilidade de ir pela terceira vez ao paredão. Logo em seguida, o líder Wesley colocou Natalia no paredão. Fechando o paredão triplo, a casa indicou Lucival com seis votos. Com a indicação de Diana por Adriana, pelo Big Fone, nesta madrugada, a permanência na casa será disputada entre os três.

Este é o segundo paredão extra do programa e será definido no próximo domingo, 13, quando uma nova prova do líder acontecerá, formando um novo paredão, com a eliminação marcada para a terça-feira, 15.

Caixa liberou R$ 77,8 bi em crédito imobiliário em 2010


agenciaestado
, Em sexta-feira 11/2/2011, às 11:43
A linha de financiamento habitacional da Caixa Econômica Federal fechou 2010 com contratações de R$ 77,8 bilhões, o que indica uma expansão de 57,2% em relação ao ano anterior. Segundo informou hoje a Caixa, este é um recorde histórico e representou 70% do financiamento de imóveis em todo o País.
Do total de financiamentos habitacionais da Caixa, R$ 27,7 bilhões foram realizados com recursos da poupança, respondendo por 203,9 mil moradias. Os números fazem parte do balanço do banco, anunciado durante a manhã. A Caixa registrou um lucro líquido de R$ 3,8 bilhões no ano passado, o que representa uma expansão de 25,5% ante o ano anterior. O crescimento foi puxado pelas operações de crédito como um todo. A carteira de empréstimos fechou dezembro de 2010 com saldo de R$ 175,8 bilhões, o equivalente a um aumento de 41,3%. As concessões de crédito nas várias linhas somaram R$ 194 bilhões e foram recordes.
A presidente da Caixa, Maria Fernanda Ramos Coelho, destacou em entrevista que os resultados recordes confirmam a política correta adotada pelo banco, de se focar no crédito. A meta para 2011 é de crescer 30% no crédito. O banco fechou o ano passado com 40 mil pontos de atendimento no Brasil. A meta para este ano é abrir 200 novos pontos.
Caderneta de poupança
O número de contas de poupança superou a marca de 40 milhões e os depósitos atingiram R$ 129 bilhões em 2010. A captação líquida da poupança foi de R$ 13,2 bilhões no ano passado. Já a taxa de inadimplência (para atrasos superiores a 90 dias) teve pequena queda em 2010, de 2,2% em 2009 para 2% no ano passado. As provisões para créditos de liquidação duvidosa somaram R$ 11,1 bilhões, um aumento de 25%. Os ativos totais da Caixa tiveram aumento de 17% e fecharam o ano passado em R$ 400 bilhões.

Operação Guilhotina: Beltrame diz que chefe da Polícia Civil goza de sua confiança


RIO - O secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, afirmou, em entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira, que o chefe da Polícia Civil, Alan Turnowski, goza de sua confiança e ressaltou que não vai fazer juízo de valor precipitadamente. Turnowski está prestando esclarecimentos na sede da Superintendência da Polícia Federal na condição de testemunha contra policiais civis e militares acusados de corrupção e investigados na Operação Guilhotina. Beltrame ressaltou que tem um compromisso com a materialidade, e que, se ele tivesse conhecimento efetivo de ações ilícitas cometidas por Turnowski, providências já teriam sido tomadas:
PUBLICIDADE
- O doutor Alan goza da minha confiança. Ele está sendo ouvido aqui. Como chefe da instituição ele teria que se manifestar. Não vou fazer juízo de valor precipitado. Daqui para frente, vamos analisar e tomar as medidas no momento oportuno.
O Superintendente da PF, delegado Ângelo Fernandes Gióia, disse que o chefe de Polícia Civil está sendo ouvido no inquérito na condição de testemunha. Ele ressaltou que contra quem foram encontradas provas, foi pedida a prisão. Ele esclareceu ainda que a delegada Marcia Beck, da 22ª DP (Penha), que foi detida nesta manhã durante a operação, tinha explicações a dar. Segundo Gióia, a autoridade policial entendeu que devia levá-la à superintendência para prestar esclarecimentos:
- Ela veio por livre e espontânea vontade.
Ainda de acordo com Gióia, a atuação desses policiais envolvidos com o crime é multifacetada. Ele disse que, por enquanto, não iria tecer comentários detalhados do que existe na investigação até porque um dos investigados (o delegado Carlos Oliveira) está foragido.
Já Beltrame ressaltou que Carlos Oliveira já não estava atuando na polícia. O secretário disse ainda que, em todo o mundo, enquanto houver corrupção, não há mudança na polícia:
- Não vou abrir mão de qualquer tipo de parceria, de quem quiser me ajudar. O problema do Rio é antigo e sério e, graças a Deus, temos encontrado parceiros e acredito ter dado respostas a sociedade. Se eu fizesse sozinho prenderia 9,10,11 pessoas. Então eu digo que polícia nenhuma do mundo vira a página enquanto tiver em seus cargos esse tipo de gente.

Sargento Regina reafirma oposição à gestão Micarla de Sousa


A vereadora Sargento Regina (PDT) negou nesta sexta-feira (11) que exista a possibilidade dela apoiar a gestão da prefeita de Natal Micarla de Sousa (PV).

“Não tem a menor possibilidade de eu ir para a situação. Continuo em defesa da cidade, fazendo uma oposição responsável”, declarou.

A parlamentar disse que tem uma boa relação com o vice-prefeito Paulinho Freire (PP), para quem trabalhou durante 10 anos como uma liderança política.

“Quando Paulinho assumiu, fiz várias visitas à Prefeitura de Natal, tive reuniões com ele. As pessoas podem ter nos vistos juntos e confundido”, afirmou.

Apesar da boa relação com o vice de Micarla, Regina disse que, mesmo que quisesse, fica difícil apoiar a gestão. “Vim agora de uma assembleia dos professores, foi deflagrada uma greve, então, não tem como defender uma administração dessa”, disse.

CEI dos aluguéis
Com a volta dos trabalhos legislativos na terça-feira (15), a vereadora Sargento Regina irá apresentar um requerimento para que seja instalada uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) dos aluguéis.

“A Prefeitura de Natal tem alugado muitos prédios, praticamente todo mês tem aluguéis de prédios. Só a Secretaria de Saúde gasta cerca de 200 mil por mês com aluguéis, então, precisamos de uma CEI”, disse.

nominuto

Toneladas de explosivos no Seridó


Na maior apreensão de explosivos já realizada no Nordeste, a polícia potiguar encontrou cerca de 4,7 toneladas de explosivos em Carnaúba dos Dantas, a 237 quilômetros de Natal, durante a noite da quinta-feira. Também foram apreendidos 575 quilos de dinamite em cerca de 3 mil bananas. Para se ter uma ideia, as quadrilhas que utilizam o material para explodir caixas eletrônicos usam de uma a três bananas por caixa. Em uma conta rápida, a quantidade encontrada no interior potiguar daria para explodir, no mínimo, mais de mil caixas eletrônicos. O material estava de posse de um estabelecimento comercial que o vendia ilegalmente. A polícia acredita que a loja fornecia produtos para quadrilhas especializadas na detonação de caixas eletrônicos que vinham agindo nos estados do Rio Grande do Norte e da Paraíba. Duas pessoas foram presas. As investigações prosseguem para saber a origem da carga.

O coronel PM Francisco Araújo Silva, comandante geral da Polícia Militar no Rio Grande do Norte, explica que tudo começou com a prisão de Eronildes Roberto Soares, 47 anos, em Lajes, na manhã de quinta-feira. Ao saber do fato, o delegado geral da Polícia Civil, Ronaldo Gomes, passou a coordenar a operação. "Estávamos todos em Assú, participando de uma reunião, e fomos imediatamente para lá". A partir do interrogatório, o acusado indicou o local onde comprou os explosivos.

Ronaldo Gomes conta que, na tarde de quinta, Eronildes foi levado para o local indicado, uma loja de explosivos, a Manoel Lucas ML, em Carnaúba dos Dantas. "Pedimos que ele, acompanhado de um policial disfarçado, fizesse um pedido de uma caixa de dinamites. Quando a vendedora efetuou a transação, entramos para fazer a prisão". Segundo o delegado, a mulher presa é uma senhora de 60 anos, cuja identidade foi preservada devido à idade. Uma revista foi feita no estabelecimento, bem como em um depósito, localizado a 30 metros do comércio. Nesse local foram apreendidos 575 quilos de dinamites e mil espoletas (usadas na detonação). "Elas estavam guardadas em uma caminhonete, debaixo de uma lona. Todo esse material estava sem nota fiscal". O proprietário do estabelecimento, Manoel Lucas Dantas, não foi encontrado no local.

Segundo o delegado geral, as diligências continuaram durante a noite e dois paióis (depósito de explosivos) foram encontrados em um matagal da cidade, utilizado pelo estabelecimento. Neles, a polícia encontrou 4,2 toneladas de uma substância explosiva chamada Nitron, semelhante a nitroglicerina. Além disso, cinco mil espoletas e oito quilômetros de cordel explosivo foram apreendidos no local. As duas pessoas presas foram encaminhadas para a Divisão Especializada de Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor), além de um vendedor. 

Diário de Natal

Claudia Regina se mostra otimista com relação a início do Período Legislativo


Publicado no Dia 11/02/2011
Fa­bia­no Souza

Raul Pereira
A vereadora Claudia Regina acredita num ano de muita produção e pouca confusão no Legislativo
A ve­rea­do­ra, Clau­dia Re­gi­na (DEM), que par­ti­ci­pou de uma reu­nião na sede da Câ­ma­ra Mu­ni­ci­pal no dia de ontem, na qual es­ti­ve­ram pre­sen­tes os 13 ve­rea­do­res, para tra­ta­rem de as­sun­tos ad­mi­nis­tra­ti­vos, disse que es­pe­ra o ini­cio de um ano le­gis­la­ti­vo de muita pro­du­ção por parte dos par­la­men­ta­res. Ela disse que na reu­nião de ontem vol­tou a pre­va­le­cer o clima de com­preen­são entre os ve­rea­do­res, fato que não vinha ocor­ren­do nos úl­ti­mos en­con­tros. A ve­rea­do­ra acres­cen­ta que dian­te do clima que pre­va­le­ceu du­ran­te a reu­nião sua ex­pec­ta­ti­va é de que esse ano os ve­rea­do­res pos­sam pri­mar pela dis­cus­são e não pelas agres­sões como ocor­reu no ano pas­sa­do. "Eu estou oti­mis­ta com re­la­ção a esse ano de 2011. Na reu­nião de ontem em que todos os 13 ve­rea­do­res es­ti­ve­ram pre­sen­tes pude sen­tir que exis­te um clima di­fe­ren­te do que havia no ano pas­sa­do. Es­pe­ro que esse ano, todos pos­sam rea­li­zar um tra­ba­lho ainda me­lhor do que foi rea­li­za­do no ano pas­sa­do e pos­sa­mos se­guir em paz, com a si­tua­ção fa­zen­do seu papel e a opo­si­ção o dela, mas sem es­que­cer o foco prin­ci­pal que é o bem esta da po­pu­la­ção.

Ela disse que todos os par­la­men­ta­res, in­de­pen­den­te da po­si­ção po­lí­ti­ca que cada um de­fen­de se faz ne­ces­sá­rio que todos es­te­jam uni­dos no sen­ti­do de tra­ba­lha­rem em favor da po­pu­la­ção mos­so­roen­se. "Sa­be­mos que o par­la­men­to é o es­pa­ço mais apro­pria­do para os de­ba­tes po­lí­ti­co, mas isso não pode nem deve acar­re­tar em pre­juí­zo para a po­pu­la­ção. Pelo con­trá­rio, o tra­ba­lho dos ve­rea­do­res deve se cons­ti­tuir em fatos po­si­ti­vos para a po­pu­la­ção", acres­cen­ta.

Sobre a in­di­ca­ção do seu subs­ti­tu­to como líder da pre­fei­ta na Câ­ma­ra, ela disse que ainda não foi de­fi­ni­do o novo nome, mas que sua de­ci­são de dei­xar a li­de­ran­ça será man­ti­da, já que havia um acor­do fir­ma­do desde que ela as­su­miu o cargo para que em de­zem­bro de 2011, ela fosse subs­ti­tuí­da. "Não foi de­fi­ni­do o nome do novo líder da pre­fei­ta na Câ­ma­ra, mas acre­di­to que até a pró­xi­ma se­ma­na o nome seja anun­cia­do. O que im­por­ta é que te­re­mos um novo líder, já que havia um acor­do fir­ma­do entre nós de que eu dei­xa­ria a li­de­ran­ça no final de de­zem­bro de 2010. Es­pe­ro que até a pri­mei­ra ses­são o novo líder já possa ter sido in­di­ca­do", en­fa­ti­za.

Cláu­dia Re­gi­na con­ti­nua evi­tan­do falar sobre a o pro­ces­so su­ces­só­rio mu­ni­ci­pal e o seu nome como pré-candidata. Ela tem se li­mi­ta­do a res­pon­der que está sem­pre à dis­po­si­ção para co­la­bo­rar com o agru­pa­men­to go­ver­nis­ta.

Ela sabe que o mo­men­to não é opor­tu­no para falar em nomes, prin­ci­pal­men­te no seu nome como pré-candidata, mas tem se mos­tra­do oti­mis­ta quan­to a mais uma vi­to­ria do go­ver­nis­mo nas elei­ções do pró­xi­mo ano. Para isso o grupo pre­ci­sa man­ter a uni­da­de no sen­ti­do de unir for­ças em nome do pró­xi­mo can­di­da­to.

Correio da Tarde

Esporte RN NOTÍCIAS


Coluna Renata Moura: “A exclusividade é uma afronta”


Renata Moura - Editora interina de economia

O superintendente da Caixa Econômica Federal no Rio Grande do Norte, Roberto Sérgio Linhares, criticou ontem a exclusividade praticamente mantida pelo Banco do Brasil na concessão de empréstimos consignados a servidores estaduais e afirmou que, sem poder abocanhar uma parcela desse mercado – que representa, segundo ele, 70% do crédito à pessoa física no Estado - a Caixa está buscando caminhos alternativos para robustecer suas metas. E a disputa pelos negócios do governo, o que inclui a folha de pagamento dos servidores, é o principal alvo dentro dessa investida. “Se o crédito de consignáveis é reduzido, eu tenho que buscar alternativas”, disse, à TRIBUNA DO NORTE. Eis os principais trechos da entrevista:

Quanto o crédito consignado representa no RN?

Com certeza mais de 70% do crédito à pessoa física no estado. Então é algo monstruoso. Por isso que todo banco se interessa, principalmente os bancos que querem ganhar dinheiro fácil em cima do servidor.

Por que dinheiro fácil?

Ganhar dinheiro fácil porque em qualquer empréstimo ou negócio que um banco faz há três componentes fundamentais, que são risco, retorno e liquidez. A liquidez é quanto mais tempo você passar com o seu dinheiro parado o banco vai lhe dar uma rentabilidade um pouco maior, porque ele pode usar esse dinheiro de forma mais tranquila, não tendo que lhe devolver rapidamente. A  questão do risco e retorno tem uma relação direta. O cheque especial, por exemplo, cobra uma taxa de 7%, 7,5% ao mês, porque não tem segurança nenhuma para o banco. O retorno é muito alto para ele, para compensar essa possibilidade de perda que é grande. Na consignável isso não acontece. No empréstimo consignado o retorno é praticamente garantido. Então é um empréstimo que o banco coloca sem praticamente nenhum risco de retorno. É por isso que todo mundo quer entrar.

Esse “ganhar dinheiro fácil” é uma crítica ao Banco do Brasil?

É mais uma crítica aos pastinhas, ás financeiras, do que mesmo ao Banco do Brasil. No caso de algumas exclusividades que se discute aí sim é que vai  a crítica não ao Banco do Brasil, mas à exclusividade do consignável em si. Porque imagine só, se o órgão público legalmente instituído visa o bem da comunidade, o bem do servidor público, por que amarrar o servidor público trazendo prejuízos para ele? Se for para amarrar trazendo benefício é o papel. Agora, amarrar trazendo prejuízo é o que não se permite.

Por que trazendo prejuízo?

No estado, havia um decreto que permitia uma taxa de juros mensal para os servidores de 1,84% ao mês.

Para o banco que detém exclusividade nos consignados?

Para todos os bancos. Todos os bancos participavam disso. Quem quisesse se habilitava e fazia consignável para o servidor. O empréstimo em consignação é o empréstimo do servidor com o banco. O ente público somente averba em folha e repassa para o banco aquele valor. Então qualquer um fazia à taxa de 1,84%. Com a exclusividade, a  taxa aumentou para 2,34%, a mínima. O que ocorre é que normalmente o ente patronal recebe um valor por essa negociação. E quanto mais o banco consegue puxar na taxa de juros para cima ou em tarifas negociadas maior o valor que ele recebe. Então na verdade muitas vezes essas instituições se preocupam mais em quanto vão receber e não como vai ser o empréstimo concedido depois. E nem com a questão legal. Porque do ponto de vista administrativo, legal, financeiro e econômico não se justifica a exclusividade. No administrativo, a folha de pagamento deve ser centralizada, para o bem da administração, para evitar que vá crédito de salário para todos os bancos e fique difícil a questão da administração. Já a consignável não. A consignável é uma troca de arquivos que é feita com a  instituição contratada pelo ente patronal onde é tudo via online. Debita-se de fulano e envia-se isso virtualmente. É algo que não prejudica a administração. Do ponto de vista financeiro também não se justifica. Porque, imagina, o servidor que era para ser o maior beneficiado é prejudicado. Há um aumento da taxa de juros, quando era para haver uma redução para facilitar o acesso aos consignáveis. Do ponto de vista legal é uma afronta ao direito constitucional. A exclusividade tolhe o direito do trabalhador de contratar diretamente com quem ele quer. Essa livre escolha de contrato de empréstimo é garantida constitucionalmente. Pode até se vender todos os negócios da instituição, como a folha de pagamento, as contas, as aplicações financeiras. Pode-se vender tudo isso, menos o direito do trabalhador contratar com qualquer instituição que ele queira. Acho que a população tem que se mobilizar para acabar com isso, como aconteceu em Minas Gerais. Em Minas Gerais o Ministério Público exigiu um termo de ajustamento de conduta e as instituições acabaram com a exclusividade de consignações. Tem nove, de 63 que existiam, que estão aderindo aos poucos para acabar com a  exclusividade. Isso levou até o Banco Central a lançar a  circular Bacen 3522, dizendo: “bancos é proibida a exclusividade de consignados. Porque isso afronta a livre atuação das instituições financeiras e dos clientes escolherem a melhor opção para eles.

No ano passado um decreto do governo acabou com a  exclusividade. Este ano, o TJRN decidiu pelo fim da exclusividade, mas em cima de um decreto já extinto. O Banco do Brasil é ou não a  única instituição que pode conceder?

Hoje, por incrível que pareça não. Apesar do Banco do Brasil defender isso. Por exemplo, o BMG empresta dinheiro no governo do estado. O decreto, mais atual do governo diz que para fornecer consignáveis, a instituição tem que centralizara  folha de pagamento do ente. O Banco do Brasil tem a maior parte e a caixa tem uma pequena parte. Só os dois atendem esse requisito.  E que além disso deve ter unidades bancárias da instituição em todos os municípios. Quem é que conhece uma unidade do BMG no Rio Grande do Norte? A Caixa Econômica tem um estabelecimento ou da Caixa ou de representante legal da Caixa em todos os municípios do Brasil. O BB com certeza deve ter também. Então seria para estar caixa e BB concedendo. Mas quem está concedendo crédito consignado no estado é BB e BMG. BMG porque tem uma liminar que não conseguiram derrubar ainda, questionando a exclusividade. E não sei porque motivo se enquadra nessa de ter agencia em todas a cidades do RN. A exclusividade é uma excrescência legal e  que deve que ser abolida para o benefício de todos que estão sendo prejudicados por ela. Eu estou tentando realizar consignáveis desde o final do governo passado, mas não consigo. A Caixa Econômica Federal atende os critérios, mas não consegue fazer.

Qual é o empecilho?

Dizem que ou a procuradoria do estado, ou a secretaria  de administração, que eu não sei se é o caso agora, mas alguém justifica que não se atende os requisitos, quando se atende os requisitos.  

Na visão da Caixa tem ou não tem exclusividade?

Tem exclusividade. O BMG só opera no governo do estado por causa de liminar. Há na prática exclusividade sim. No caso da Caixa, em nenhum contrato que a firmado no estado se prega  a exclusividade de consignados.

Para derrubar essa exclusividade só com uma nova ação na justiça..

Sim. Pelo que se diz, o decreto que foi revogado é um anterior. Aí teria que ter uma nova ação para o decreto que está vigendo normalmente, mesmo com a anulação que foi feita pela justiça do decreto anterior.

A Caixa pensa em se movimentar em relação a  isso?

Não. Acho que não é um papel da caixa fazer isso.

Mas por que a Caixa vem falar sobre isso?

Por que a gente entende como sendo algo que impede a livre a concorrência. Algo que de certa forma prejudica daqui a  pouco o andamento das próprias instituições. O cidadão, Roberto Sérgio, não se sentiria bem se vendo obrigado a contratar com uma só instituição.

Quais foram os efeitos da decisão recente da justiça na Caixa? Os servidores estaduais têm procurado o banco?

Eles nos procuram bastante, diariamente. Inclusive os que tem conta conosco buscam liminar na justiça para fazer o empréstimo. Inclusive aumenta agora a pressão. Perguntam por que que a Caixa não compra os negócios do governo do estado. E é algo que eu não posso dizer que sim nem que não. Mas que a gente tem interesse. Agora eu garanto uma coisa, se a gente fizer a compra dos negócios do governo ou de qualquer ente isso vai ser feito sem colocar a cláusula de exclusividade dos consignados. E aí o que vai dizer quem vai ganhar ou não o servidor é a taxa praticada.

“Estamos entrando forte nas folhas”

A Caixa pretende disputar com o BB os negócios do governo do Estado?

 Na verdade o mercado está aí. A gente concorre normalmente o tempo todo. A gente está no mercado e está buscando vários negócios.

A Caixa já deteve os negócios do governo aqui no Estado?

Já. Não com exclusividade, mas uma grande parte juntamente com o Banco do brasil. Até haver a centralização da conta única e dos negócios do servidores do governo no banco do brasil. Se eu dissesse que a gente não tem interesse eu estaria mentindo. Mas só o avançar das negociações vai dizer quem fica com o que ou não.

Isso está sendo negociado neste momento?

Está.

E quando deve haver uma definição em relação a  isso?

Não tem prazo porque depende muito das partes. Eu não sei como vai ser o avançar  dessa negociação, primeiro com o parceiro governo do estado e depois com o parceiro Banco do Brasil. Eu não considero o Banco do Brasil como concorrente. O BB é um parceiro da Caixa, assim como é o banco do Nordeste. Por ser uma instituição pública. Apesar de a gente viver numa livre concorrência e estar o tempo todo buscando o cumprimento dos objetivos de cada uma das instituições.

Como funciona a compra dos negócios do governo?

Se faz um levantamento de quanto é possível pagar em termos de receitas, em movimentação de contas, de tarifas que vem em função da incorporação da conta ou dos negócios daquela entidade, da folha de pagamento, dos negócios com os próprios servidores e aí se chega à conclusão que é um determinado valor que tem que ser pago. E aí começa-se  a negociação e se paga esse valor para a instituição. Isso é algo totalmente aceito, permitido e  acobertado pela legislação. É uma prática de mercado. Qualquer instituição pode comprar, dependendo dos requisitos que o órgão exija. A folha do governo está no banco do brasil há mais de seis anos. A Caixa tinha os consignáveis normalmente. E as folhas de quem queria ter conosco a gente podia ter. Só de 2006 pra cá é que houve um rigor maior nesse contrato e  a exclusividade de consignado [conseguida pelo BB] é recente. Do segundo semestre do ano passado pra cá. Então a agente trabalhava normalmente com os servidores, agora que veio complicar mais um pouco em função dessa trava. Mas você sabe que toda ação tem uma reação. E a nossa reação vai ser – já que é exclusividade – a gente vai buscar comprar.

O troco da Caixa é comprar os negócios do governo do Estado?

É comprar os negócios do governo do estado e os outros todos. A gente está entrando fortemente nesse mercado. Já compramos vários e vamos comprar vários outros. Esperamos definir isso [a compra dos negócios do governo] ainda este ano.  Nós temos plenas condições de no negócio que a gente considere como sendo viável buscar trazer esse negócio pra gente.  E eu considero, como gestor da instituição, que é um negócio viável, que é algo favorável à instituição e que pode trazer benefícios pra ela e inclusive para os clientes. Se eu dependo do crédito de consignáveis e o crédito de consignáveis é reduzido, eu tenho que buscar alternativas. Então uma alternativa é buscar a compra de folhas. Que é o que a gente está fazendo. Compramos recentemente em Mossoró. Compramos folhas três na grande natal. Estamos finalizando no vale do Assu. Na região do Seridó. Estamos entrando com, gosto de gás nesse negócio.

Mas o olho maior é no governo?

Sim. É como se fosse o diamante maior. Vai ser a nossa maior vitória, se a gente conseguir,.

E quanto a Caixa está disposta a pagar por isso?

Está andando a negociação. A gente ainda não pode falar sobre isso. No que depender de mim o valor que for necessário, agora vai depender também dos limites da instituição. Mas se depender do gestor Roberto Sérgio, o valor que for necessário.

O apetite da Caixa pelos negócios do governo cresceu depois da repercussão dos consignados?

Cresceu pela própria necessidade que a gente tem de crédito. Mas isso não é pelos  negócios do governo. É pelos negócios de qualquer instituição que detenha uma folha e que seja considerável o número de empregados dessa folha.

Por TN

Old news? Egyptian Prime Minister said that #Mubarak remains in power until September


Cairo - The Egyptian Prime Minister Ahmed Shafiq said on Sunday (06/02) in statements to the television network CNN that President Hosni Mubarak remains in power until September, when to hold elections in the country.

"Here in Egypt we insist on the continuation of its mandate until the end of September, " said Shafiq, who stressed that "we need to cover many points before he leaves. "

"I think we really need your presence, "added the prime minister, while emphasizing that Mubarak is pushing ahead the country until September will be much easier to complete the mission at hand.

Furthermore, he stated that the arrests of journalists and human rights activists in Egypt are not purposeful

Home with right posts

?max-results="+numposts3+"&orderby=published&alt=json-in-script&callback=showrecentposts3\"><\/script>");

Home with right posts 2

Slider right list post